Assinatura RSS

Arquitetura orgânica

Publicado em

Passeando pela web procurando imagens que possam compor a futura imagem do topo do blog (será que sai?), olha o que encontrei:

Que delicinha! Ao menos este exemplar me lembra doce ou bolo de festa de criança. Bom, quando eu era criança tive um aniversário, de tema esquecido, que tinham uns cogumelos na decoração. Aaahh! Talvez porque lembrem a tal laje cogumelo, que não tem nada a ver com isso aqui, mas que faz a forma lembrar o nome – outro dia falaremos sobre ela.

Subjugada sob os preceitos da Arquitetura Orgânica, parece tirada de um filme de contos. A casa de concha gigante, colorida, aconchegante,  no meio da floresta, debaixo da árvore das fadas, vizinha da casinha dos duendes.  E que parece sempre guardar surpresas e mistérios incríveis. A primeira impressão que se tem.

E como é isso?

A arquitetura orgânica, arquitetura organicista ou ainda organicismo foi uma escola da arquitetura moderna influenciada pelas idéias de Frank Lloyd Wright. Apesar de ter surgido nos EUA, desenvolveu-se ao redor de todo o mundo. Um arquiteto europeu considerado organicista foi Alvar Aalto.

O conceito do organicismo foi desenvolvido através das pesquisas de Frank Lloyd Wright, que acreditava que uma casa deve nascer para atender às necessidades das pessoas e do caráter do país como um organismo vivo. Sua convicção era de que os edifícios influenciam profundamente as pessoas que neles residem, trabalham ou rezam, e por esse motivo o arquiteto é um modelador de homens.

casa sulla cascata

Casa da Cascata (Fallingwater house)

Vale ainda dar uma olhada nisso aqui:

…vamos pensar num organismo que mais conhecemos: nosso corpo. O seu corpo é orgânico? De cara respondemos que sim porque é um sistema constituído de órgãos que funcionam com harmonia formando um organismo vivo. O seu corpo é funcional? De cara respondemos que sim porque ele atende às suas funções natura

lmente com a precisão de um relógio, e seus órgãos funcionam perfeitamente sem desperdício. O seu corpo é cheio de curvaturas e cavidades, mas não possuem retas, e isso não o torna menos funcional. Na arquitetura racionalista há retas e planos, mas também muitas curvas (Oscar Niemeyer), enquanto que na arquitetura orgânica não prevalece as curvaturas (Frank L. Wrigth). O que o movimento organicista da arquitetura queria era contrapor o movimento racionalista da arquitetura, simplesmente apelando para os arquitetos valorizarem mais os elementos morfológicos que tragam uma maior representatividade na integração com a natureza, produzindo uma arquitetura menos cartesiana e mais biológica.

Casa do arquiteto Kotaro Ide

Casa do arquiteto Kotaro Ide

Em suma, concluo que, arquitetura orgânica é aquela que se molda à função que exerce; às necessidades e modo de vida de quem a utiliza; e à visão e sensibilidade do arquiteto que a projeta, totalmente integrada ao meio ambiente em que se instala, incluindo o modo como é construída, bem como os materiais que a compõem. Independentemente de modismos, não há regras em sua forma ou organização, exceto, a de fluir sob tudo que a caracteriza.

Este slideshow necessita de JavaScript.

fotos: reprodução

fontes: http://www.arcoweb.com.brhttp://pt.wikipedia.org

 

Anúncios

Uma resposta »

  1. muito bom quero compartilhar

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: