Assinatura RSS

Arquivo da categoria: arquitetura

Micro intervenção: cadeira de escritório

Publicado em

Hoje, num momento pensativo na rua – quando a gente pensa mil coisas uma atrás da outra enquanto espera algo – de repente, me veio no pensamento a minha cadeira de escritório que esta(va) com os bracinhos pedindo arrego. Como assim?

É que a borrachinha dos braços estava descascando há algum tempo, e a cadeira nem é velhinha, deve ter uns 6 anos no máximo e está toda boa, cumprindo muito bem as suas funções, exceto pelos bracinhos descascados.

Tudo explicado, continuo… É que logo com a imagem da cadeira de bracinhos descascados me veio a idéia de encapa-los com tecido. Mas qual? Pensei no que poderia estar sobrando em casa no quesito tecido, lembrei que mandei fazer uma jaqueta na costureira, em breve deve sobrar um brim floralzinho, não pra hoje, pensei mais um pouco… e lembrei!! Sobrou no ano passado a barra de um vestido que mandei cortar um pedacinho, e era perfeito pro que eu precisava, de malha, bem molinho, estica bastante pra ir enrolando em torno dos braços. E a estampa é de: oncinha! Rs.

Não, não ficou cheguei, o tecido é em tons discretos, tem um mesclado bacana, não é a toa que eu uso tanto o vestido a ponto dele pode andar sozinho por aí.

Eis a micro intervenção na cadeira:

Peguei o tecido que era a barra do vestido, que devia ter uns 8cm de altura e de comprimento de 1m a 1,2m, e cortei no meio, ficando com 50cm a 60cm de comprimento por 8cm de altura, cada pedaço.

Aí foi só enrolar cada pedaço de tecido em torno dos braços da cadeira. Como o tecido é de malha e estica bem foi fácil ajustar no braço.  Comecei pela parte de baixo, porque ali também seria o fim que depois eu veria como prender.

Acho que a lycra também deve cair bem para este tipo de trabalho, porque além de ser bem elástico, é um tecido agradável pra pele do braço ficar apoiada, como esta malha que estou usando.

E para deixar preso na parte de baixo do braço, pra ficar escondido, eu finalizei com um nó de cada lado, simples! Nem precisei de cola tudo nem nada. Sem sujeira, sem espera.

E tudo pronto, ficou assim…

E se o tecido fosse comprido e sobrasse muito, deixaria as duas pontas longas lá embaixo, e além do nó ainda faria um laço pra ficar pendurado. Ficaria joia também, mas o tecido só deu para o nó mesmo, e ainda bem que deu. 😉

Uma idéia + 10 minutos de trabalho a custo zero.

fotos: juliana nina

A moda vintage

Publicado em

Você também acha que o novo está ficando com cara de velho?

É porque o estilo vintage, ou ainda, o retrô, está na moda! Nada mais é que a recuperação dos estilos de décadas passadas, bem passadas! Vai dos anos 60 ao 20. Ah! Vamos colocar os anos 70 na roda também, vai…

Hoje, o estilo vintage, ou retrô, está por toda parte, no vestuário, nos móveis, nos utensílios domésticos, na decoração, nas embalagens, na cabeça das pessoas, nas estamparias, nas nossas buginganguinhas do dia-a-dia.  E quer saber? Eu A D O R O !!

Há algum tempo eu vinha tentando fazer efeito vintage em minhas fotos, mas como ficava feio, eu desistia. Percebi que uma coisa também atrapalha, a qualidade da foto que eu estava trabalhando não era assim… bacaninha! Mas  ontem, pesquisei uma imagem aí pela web e  fiz a primeira foto vintage, considerada por mim, descente. Uhuuu!! Agora ninguém me segura, virão muitas outras…

É uma casa de campo para uma postagem no Facebook, é simples, sem textura e nem nada, mas com os efeitos de cores vintage. =)

Olha como era…

E tem mais!

A tecnologia de ponta também apostou no estilo ‘retrógrado’, veja este frigobar da Brastemp…

… e esta cafeteira de espresso da marca Illy.

Gracinhas, né!? E ambos encontram-se em diversas cores.

As embalagens dos produtos da Granado. Ainda que renovadas, sempre mantiveram este estilinho.

Esta é a linha de cuidados para unhas, pés e mãos.

E aquela cômoda da vovó que há meses você junta coragem para doa-la!? Veja que com uma pequena mão de obra, inspiração e boa vontade, você pode deixa-la com a alma lavada, e sem dúvida, na moda!

Sabe uma coisa que aprendi, que devemos realmente pensar mil vezes antes de jogar algo fora, tudo pode voltar a estar na moda um dia e você pode dar aquele ‘seu jeitinho’. Não canso de ver! 😉

Inspire-se…

Este slideshow necessita de JavaScript.

fotos: juliana nina e reprodução

Casa Bahia

Publicado em

De autoria do Stúdio MK27, do arquiteto Marcio Kogan, a casa situada em Salvador tem como características fortes a implantação térrea, a riqueza em aberturas voltadas para o grande jardim,  e fechamento em muxarabis de madeira, que facilitam a entrada de luz, o visual externo e a ventilação natural, tudo para alcançar o objetivo de minimizar o calorão da cidade.

O telhado é feito de telhas artesanais de argila, e o teto de madeira, que contribuem para o isolamento térmico, mantendo a casa sempre fresca, apesar do sol forte e constante.

O projeto é de 2008-2010 e a obra foi finalizada em janeiro deste ano. A casa possui 690m² muito bem distribuídos em um terreno de 2.165m².

Mais…

Este slideshow necessita de JavaScript.

fotos: nelson kon

Papel de parede

Publicado em

Pesquisando papéis de parede para compor um visual bacana para um quarto de casal, achei exemplos para várias outras utilidades.

Este slideshow necessita de JavaScript.

fotos: reprodução

Banheiros

Publicado em

Pesquisando banheiros que me inspirem no trabalho, estão aqui alguns que me chamaram atenção:

Este slideshow necessita de JavaScript.

fotos: reprodução

Cimento translúcido

Publicado em

Não é a toa que os italianos sempre são lembrados como grandes mestres do design – suas inovações estão realmente mais e mais fantásticas a cada dia. Dessa vez, uma multinacional de lá desenvolveu um cimento que permite a passagem da luz solar, aumentando a iluminação natural dos ambientes.

A Italcementi, empresa responsável pela criação do produto, batizou-o de i.light. A tecnologia utilizada é simples: são centenas de pequenos buracos de aproximadamente três milímetros, que possibilitam a entrada de luz sem interferir na integridade da estrutura da construção. De perto, é possível enxergar os orifícios, mas de longe, a sensação é de que o material é transparente.

A ideia é que esta nova tecnologia ajude na preservação dos recursos do nosso planeta, e coopere com a sustentabilidade. De acordo com a Italcementi, o uso desse cimento tem a capacidade de poupar a mesma quantidade de energia que é economizada durante o horário de verão na Europa.

Por enquanto, a empresa não tem planos a curto prazo de exportar o “cimento transparente”. Então, já que provavelmente vamos demorar a vê-lo por aqui, confira nas fotos abaixo o pavilhão da Itália na Expo Xangai (que aconteceu ano passado), que foi construído com o material. As paredes parecem verdadeiros janelões:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Demais!

fotos: reprodução

Olhar

Publicado em

Meu olhar sobre o Rio de Janeiro.

Este slideshow necessita de JavaScript.

As fotos de Saquarema e na Ponte Rio-Niteróis são do Carnaval.

Na Capital Carioca, quando eu faço esse caminho da minha casa em direção ao Centro, eu gosto de olhar a paisagem e pensar como as ruas, avenidas e estradas parecem ser projetadas de forma que você trafegue admirando  objetivamente certas cenas, como algumas dessas que eu cliquei, pois elas ficam exatamente na sua frente, monstruosamente tomando toda a sua atenção.

A minha atenção é algo que preciso controlar quando estou dirigindo por essas vias, pois a prioridade é o trânsito, né. Neste dia eu estava de carona e aproveitei para fazer as fotos. O clima no dia não estava 100% e tinha uma certa massa seca de nuvem, mas consegui capturar o essencial.

A fotógrafa é amadora assim como a câmera, mas tem boa vontade. =)

fotos: juliana nina . março/abril 2011